Criatividade em Marketing

 

Criatividade é fundamental para qualquer artista, escritor e músico. Apesar do Marketing exigir uma certa lógica, também ele precisa da criatividade para conseguir ir além. Durante muito tempo, a criatividade no Marketing foi associada à publicidade e às campanhas. No entanto, há quem defenda que o automatismo, o avanço tecnológico e a exigência da constante análise de dados, tem provocado um declínio na actividade dos Marketeers em termos de criatividade.

Segundo o Asia Marketing Institute, a criatividade passa por dois processos: pensar e produzir. Para este instituto, a inovação é considerada a implementação de uma ideia.  O Marketing e a criatividade andam lado a lado e, é através do uso da imaginação e de novas ideias que o marketing digital, focado nas redes sociais, funciona.

Para Ossi Ahto, Branding Expert da Google, a criatividade é vital para reter a atenção do consumidor, seja no que respeita a anúncios seja no branding.  Não podemos ignorar que sem criatividade, determinadas empresas não teriam tido o sucesso que hoje têm.  O rebranding da Burberry ( que chegou a ser considerada antes marca para hooligans), do MacDonalds e da J.Crew (apoiada por Michelle Obama) são alguns dos exemplos de marcas que se salvaram por criativas e inteligentes estratégias de rebranding.  Stephen Sandman, no artigo da “Mirum” reforça essa ideia ao dizer que a imaginação é fundamental na resolução dos problemas.

Já para John Dragoon da Forbes, a criatividade do Marketing não deve ser vista como algo reduzido aos comuns papéis da publicidade e das campanhas originais. O autor crê que a criatividade é vital no Marketing de hoje no que respeita à forma de liderar e de acrescentar valor ao produto e à marca. Dá como exemplo o caso de Mark Zuckerberg do Facebook que partiu de uma ideia simples para um conceito mais alargado e original, o qual captou a atenção de um enorme público e fez do nome Facebook um verbo para muitos.  Dragoon define os líderes criativos do seguinte modo:

“Líderes verdadeiramente criativos convidam inovação disruptiva e encorajam outros a desligarem-se de iniciativas demodé e tomarem riscos pensados. Eles são abertos e imaginativos em expandir o seu estilo na gestão e na comunicação, especialmente no que respeita em atrair a nova geração de funcionários, sócios e clientes”.

Como já um professor meu dizia, “um problema é uma oportunidade”. Uma oportunidade de analisar os pontos fortes e fracos da empresa e, de criar uma estratégia de Marketing que consiga dar a uma marca/ empresa uma vantagem competitiva com a arma da criatividade. Um marketeer não é apenas um estratega, mas também um criativo. Alguém que vê além do gato morto ou vivo que está dentro da caixa do Schrodinger.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s